Ipatinga fará representação contra o árbitro Márcio Tavares

Ao final do jogo o técnico Márcio Pereira (de colete) disse que o árbitro “ficou de cabeça baixa”, numa atitude estranha

As grandes polêmicas do jogo Betinense 1 x 1 Ipatinga, deixaram jogadores e comissão técnica do Tigre irritados com a arbitragem. A anulação do gol do zagueiro Euller no primeiro tempo, a inexplicável expulsão do zagueiro Ulisses, os cinco minutos de acréscimo dados pelo árbitro Márcio Tavares e a marcação de uma falta “inexistente” que originou no gol de empate do Betinense, são lances que motivarão uma representação do Ipatinga junto à ouvidoria do departamento de arbitragem da Federação Mineira de Futebol.

O técnico Márcio Pereira, revoltado com a forma com que sofreu o gol de empate, falou a reportagem da TV Ipatinga: “Eu apenas disse ao árbitro que olhasse pra mim, olhasse nos meus olhos, mas ele baixou a cabeça. Não teve coragem”, desabafou.

Em busca da reabilitação no Campeonato Mineiro do Módulo II, o Ipatinga mostrou superioridade jogando fora de casa contra o Betinense, em Nova Serrana. Aos 33 minutos da primeira etapa, João Willian deixou o capitão Eurico em plenas condições para abrir o placar, 1 a 0 Tigre. No segundo tempo, o jogo foi equilibrado e com oportunidades de gol para ambas as equipes.  O Ipatinga jogou com: Alencar; Willians, Ulisses, Euller Viana e Arnold; Denílson, Eurico, Júlio (Diego Fumaça) e João Willian; Lourival (Patrick) e Paulo Henrique (Eduardo). Após terminar a partida o juiz ainda expulsou o meia Júlio que foi cobrar satisfações pelos erros do apito.

A diretoria do Ipatinga oficializará uma reapresentação contra a arbitragem, pontuando os graves erros de Márcio Tavares

Próximos jogos

O Ipatinga foi a nove pontos, quatro a menos do Tupynambás que está na quarta colocação. O objetivo é buscar a quarta vaga para a fase semifinal da competição. Delegação segue amanhã para Uberaba com a obrigação de uma vitória fora de casa, quarta-feira, dia 28, às 20h, no estádio Uberabão.

O retorno ao Vale do Aço será após o jogo e sem muito tempo de preparação para o jogo de sábado, dia 31, contra o Democrata de Sete Lagoas no estádio Ipatingão. Na última rodada da primeira fase o Tigre fará outra longa viagem até Uberlândia, onde no dia 7 de abril, também em um sábado, enfrentará o CAP Uberlândia no Parque do Sabiá.